quinta-feira, 28 de agosto de 2008

ENSAIANDO...


Sempre gostei de ler e de escrever (bobagens), desde que me entendo por gente, bobeou eu tô lá rabiscando... Mas nas minhas leituras sempre tive um gosto peculiar: sempre gostei mais de ler prosa do que poesia. Quando fiquei mais velha, essa caracteristica começou a me diferenciar dos demais alunos, pois a maioria sempre preferia trabalhar com poemas (se bem que até hoje ainda acho que muitos preferiam poesia por ser uma leitura mais curta, sabe como aluno é preguiçoso!). Então eu sempre saia em defesa da leitura, do Machado, da prosa...

Os anos se passaram, minha fixação pela leitura aumentou, conheci novos autores, devorei muitos livros (TODOS de prosa, não vou mentir) e ingressei no mundo acadêmico, dei de cara com a poesia, dessa vez não podia simplesmente optar por não lê-la, agora era uma obrigação e eu tive que enfrentá-la...

Sem dissimulações (afinal, esse espaço é meu!), admito que ainda prefiro a prosa, estou caminhando com a poesia, acho que a minha falta de hábito vai exigir um pouco de tempo pra me habituAr, mas como disse, já fiz grandes avanços, graças ao grande mestre Medeiros (ensinamentos de Teoria Literária que levarei pra vida toda) e também ao meu amigo Felipe, um aprendiz de poeta que me encarregou de ser sua revisora, eu reviso o texto e de quebra ainda dou uns pitacos nos versinhos dele!

Tantos foram os estímulos que até já ando ensaiando algumas rimas (ui!), nada sério, geralmente a título de provocação ao poetinha da sala, sabe como é em aula chata, o sono vai batendo, então temos que arrumar alguma distração pra espantar o soninho! Bilhetinhos de papel já são uma tradição lá na sala (geralmente pra combinar ou fofocar algo) e eu e Felipe os utilizamos para nossa comunicação poética. Resumindo: essa enrolação toda é para preparar o espírito de vocês, meus (poucos) leitores para um dos nossos "diálogos poéticos" que irei postar a seguir, feito à quatro mãos, numa reflexão... (tá, mentira, eu estava era zombando das ilusões bobas que ele mostra quando o assunto é o AMOR).


UFRN - sala 2D2 - 03/04/2008

Diálogo Poético III


Princesa de ***:
- Pobre Poeta!
Este mal chamado Amor
já te afeta! (rsrsrsrsrs)

D. Poeta:
- Amor, Amor, Amor...
Cervejas, Festas e Bebida...
Dor - Beijo - A vida!
Amor! Amor! Amor!


Princesa de ***:
- Amor, Amor, Amor...
Sofrimento, desespero e dor...
Deixa-se a razão,
Entrega-se à sorte.
BEIJOS, FESTA, VIDA?
Eis a tua morte!



D. Poeta:
- Sim! Morrer de Amor!
Morrer na bebida!
Não se morre se se morre
de Amor! O beijo escorre
Nos lábios em horror...
Morro! Morro! Morro de Vida!

Princesa de ***:
- "Morrer de Amor"
Em poesia é termo bonito,
Na vida real é diferente.
Não sigas assim,
Nesta filosofia que te mente
Neste Lirismo sem fim...
Quem te disse que no Amor
Nada pode ser ruim?




Não é nenhum primor poético, afinal não passo de uma aprendiz de aprendiz, mas já dá pra tirar uma onda né mesmo?...

Comentem aí o que acharam, sejam sinceros (mas só um pouco, não detonem!)

Beijos.

16 comentários:

Danilo Cruz disse...

Temo o gosto parecido, só que eu não tenho talento...

Vendedor de sonhos. disse...

N tenho talento, mais gostei mto
parabens!

Jonatas Fróes disse...

Oi! Poxa, estou com a maior boa vontade de ler seu texto e conhecer seu blog que ainda não conheço, mas esse fundo tá me machucando a vista. Vou ficar te devendo um comentário legal, desculpa!

;*

Musikaholic

Homenzinho de Barba Mal feita disse...

Eu gosto mais de poemas mais itensos. Eu curto poesia ao estilo Alvarez de Azevedo, � deprecivo mas � bom.
Ficou bunitinho os versinhos...


Bjos!!!

http://hdebarbamalfeita.blogspot.com/

Jonatas Fróes disse...

Agora sim! Consegui ler o post inteiro hehehe xD

Bom, eu também sou muito mais da prosa e não curto muito poesias. Acho elas difíceis, embaralham meu raciocínio, e sei lá, prefiro deixar meio de lado. Só encaro nos blogs da vida, mas mesmo assim quando acho que é muito complexa eu deixo de lado.

Na minha opinião, se está começando a escrever seus próprios versos, é porque está ganhando um gosto mais refinado pela coisa, mesmo que ainda prefira as prosas. Mas como uma boa letrista, isso é ótimo para seu intelecto e profissão ^^

Boa sorte na sua nova empreitada poética!

;*

Musikaholic

lahfora disse...

Sou igualzinhu vc kra naum curto poesia mais amo ler prosa, devoro livros, podemos trocar experiençias heim, quais seus autores preferidos???

Diego Warhol disse...

E ai td bom?!
ADorei o Post, agora só tenho msm uma coisa pra dizer:
pq se preocupar se vc tem apreço pela prosa?
O que seria da prosa se não houvesse escritores(as) como vc?
Acho que o mundo está cheio de pessoas com habilidades e gostos diferentes. Não adianta investir no que é recorrente, qd seu estilo é outro. Gostei da produção
vc promete
continua escrevendo sempre pra gente comentar sempre q possível
abraços

Jr disse...

Nega desde a epoca da escola ja dava pra perceber seu gosto pela prosa, lmbro muito bem como defendia os livros de machado de assis q a gente odiava, continua escrevendo minha flor,
bjaum

Clarissa Justino disse...

Pra quem não gosta de poesia você se saiu muito bem :)

Letícia Alves disse...

Sempre li prosa!
Mas agora na fase adulta redescobri a poesia!
Eu não gostava de poesia na escola por causa das interpretações do professor, oras, eu que quero interpretar do meu jeito.
Cada ser é único!
Parabéns!
Beijos!

lahfora disse...

Ah que bom eu adoro luis fernando veríssimo tb, ultima mente tenhu lido alguns autores novos queru conhecer coisas novos andei lendo Dan Browm que sempre ouvi falar bem dele, e andei lendo tb André Vianco que gostei mto tb... Feliz Dia blog hj viu... :)

Mr. HaG disse...

Também prefiro prosa que verso, e também sou obrigado a ler poesia! não gosto muito, na verdade, não gosto nada! Mas fazer o que? Mas o seu está bem divertido, diverte ainda mais ao imaginar a cena de você trocando bilhetinhos!

LiLith disse...

Eu gosto muito da poesia, mas deve ser por causa da idade, mas adoro prosa tambeem!
Na verdade, todos os tipos de texto me interesso muito!

Obrigada pela visita, viu?!


http://lilithcontodefarsas.blogspot.com/

;*

Dalleck disse...

Muito bom!

Eu sempre gostei de ler e escrever, mas nunca gostei de literatura antes da contemporânea, não me agrada e me desestimula. Crônicas são minhas preferidas, tais como as do Luís F. Veríssimo =D

Ranyelle Andrade disse...

escreve bem sim. é nato!
(:

parabéns e sucesso!

http://viciosvirtudesevertigens.blogspot.com/

ШΛЯCΞΓΓ ΖПШВΛ disse...

Muito bom o seu blog!

Eu estou começando agora, estou postando imagens feitas por mim (Montagens usando Photoshop)

Da uma passada la depois ok?

Bjos