quinta-feira, 11 de setembro de 2008

Pequena Curiosa em Apuros - Memórias

Minha afinidade com a leitura, como já disse aqui anteriormente, vem de longa data... Sempre tive fascinação por tramas policiais e misteriosas, o que explica minha paixão incondicional pela "Tia Agatha" e todos os seus artifícios literários, como já mostrei lá nos comentários do blog do Júnior Soares . Nessas descobertas e incursões, já me deparei com coisas burlescas, exóticas e até assustadoras... Recentemente tive a oportunidade de escrever sobre o livro que mais me marcou até hoje, então, vou reproduzir aqui, na íntegra, o meu depoimento:

"O livro que mais me impressionou até hoje foi “A Profecia” de David Seltzer... Vou explicar: desde quando comecei a ler sempre fui muito curiosa, não podia ver nada que já ia lendo, na época eu tinha uns 10 anos e morava em um sítio junto com minha família, o dono do sítio sempre deixava lá livros que os filhos não iriam mais utilizar ou que simplesmente não queriam e eu, muito metida, ia fuçar as enormes caixas em busca de novas leituras.Foi numa dessas que encontrei o livro “A Profecia”, estranhei muito a ilustração da capa, que mostrava um garotinho de uns 3 anos com o numero 666 na testa e um sorriso malévolo nos lábios e no olhar, ele flutuava,enquanto que no chão se viam figuras sinistras como um enorme cão preto, um casal em cena de desespero e um homem caído ao chão com uma câmera ao seu lado... mas como eu era meninha não liguei muito e parti pra leitura.Inicialmente fiquei um pouco perdida, mas logo entendi a trama que se desenvolvia ali,uma conspiração para que o anticristo Damien (putz, só de lembrar me dá arrepios) se transformasse em um grande líder mundial, como fazia Catecismo na época, logo busquei as referências bíblicas citadas.O desenrolar da história, todo o plano traçado em uma narrativa cheia de mistério, suspense e medo mexeram muito comigo... Nos dias que se seguiram eu tinha medo de tudo, de ir ao banheiro, de animais como gatos e cães negros,e principalmente de ficar sozinha, em qualquer ocasião. Eu vivia em clima de tensão como se algo ruim estivesse sempre me rondando, e o mais estranho é que apesar de tudo eu isso eu não conseguia largar o livro de vez, por mais que parasse sempre voltava na expectativa de saber o que ia acontecer, se ele iria realmente destruir a família, se o plano iria dar certo. Continuei assustada por um bom tempo após o término da leitura, tanto que acabei pedindo para que minha mãe se livrasse do livro, pois não queria o ver ali no canto do quarto junto com os outros...A trama ficou marcada em minha memória, até hoje lembro de muitos detalhes, com o tempo descobri que se trata de um clássico do gênero terror/suspense, que já sofreu até adaptações famosas para o cinema. Mais recentemente um professor me sugeriu que refizesse a leitura,e mais: lesse também a parte dois, pois, segundo ele, hoje será outra leitura, por que não sou mais a menininha impressionável daquela época. Não sei, quem sabe ano que vem, por enquanto ainda não me sinto preparada para este reencontro..."

Tá, eu sei que não é o tipo de livro indicado pra uma criança, mas sabe como é gente curiosa né? De vez em quando passa por uns perrengues!

ps. Alguém aí já leu este livro, ou viu o filme? Opiniões?



Beijos!







6 comentários:

Senhor pseudo-anônimo, vulgo pseudônimo.. disse...

Nunca li o livro, mas sei quando um livro marca. Pra mim foi a mesma coisa com "o jardim do diabo" o qual acredito que tenha um pedaço da minha alma presa nele, pois sempre que o vejo sinto um arrepio. haha.
muito boa sua resenha, me deu vontade de ler o livro, procurarei pela internet.
Abraços

Senhor pseudo-anônimo, vulgo pseudônimo.. disse...

acabo de atualizar também. :D

junior soares disse...

AGATHA! Perfeita.
Mas quanto a esse livro, realmente, você era muito curiosa! Acho que de medo, não chegaria a tocar no livro; mas enfim, tempos passados, infância medrosa haeuhaeu. Agora confesso: nunca li nenhum livro terror/suspense, me instigou uma curiosidade pelo estilo!
E espere se recupar do trauma para voltar a lê-lo!

Boa noite!
Beijos

Bruno Melo disse...

Não li o livro... mais assisti o filme!

Esse tipo de filme é o que eu mais gosto!

Vou procurar livros desse estilo.

Valeu

Diego Warhol disse...

Vou ser bem sincero: nem sabia q tinha o livro desse filme. Sou um pouco preconceituoso com filmes com títulos meio reveladores( A PROFECIA, O DEMÔNIO DA VILA...)
Mas fico devendo um comment sobre isso
Adorei o post sobre Agatha!
Nem preciso falar dela, claro!
Apesar de ter lido apenas um ou dois livros dela, sempre começava outros e parava por causa dos afazeres da escola.
Mas vale a recomendação!
Fico devendo!
Abraços!

vIcToR hUgO disse...

Apesar de não ter lido, me deu vontade! Bom texto ^^




http://toribrasil.blogspot.com
Visitem!