quinta-feira, 28 de agosto de 2008

ENSAIANDO...


Sempre gostei de ler e de escrever (bobagens), desde que me entendo por gente, bobeou eu tô lá rabiscando... Mas nas minhas leituras sempre tive um gosto peculiar: sempre gostei mais de ler prosa do que poesia. Quando fiquei mais velha, essa caracteristica começou a me diferenciar dos demais alunos, pois a maioria sempre preferia trabalhar com poemas (se bem que até hoje ainda acho que muitos preferiam poesia por ser uma leitura mais curta, sabe como aluno é preguiçoso!). Então eu sempre saia em defesa da leitura, do Machado, da prosa...

Os anos se passaram, minha fixação pela leitura aumentou, conheci novos autores, devorei muitos livros (TODOS de prosa, não vou mentir) e ingressei no mundo acadêmico, dei de cara com a poesia, dessa vez não podia simplesmente optar por não lê-la, agora era uma obrigação e eu tive que enfrentá-la...

Sem dissimulações (afinal, esse espaço é meu!), admito que ainda prefiro a prosa, estou caminhando com a poesia, acho que a minha falta de hábito vai exigir um pouco de tempo pra me habituAr, mas como disse, já fiz grandes avanços, graças ao grande mestre Medeiros (ensinamentos de Teoria Literária que levarei pra vida toda) e também ao meu amigo Felipe, um aprendiz de poeta que me encarregou de ser sua revisora, eu reviso o texto e de quebra ainda dou uns pitacos nos versinhos dele!

Tantos foram os estímulos que até já ando ensaiando algumas rimas (ui!), nada sério, geralmente a título de provocação ao poetinha da sala, sabe como é em aula chata, o sono vai batendo, então temos que arrumar alguma distração pra espantar o soninho! Bilhetinhos de papel já são uma tradição lá na sala (geralmente pra combinar ou fofocar algo) e eu e Felipe os utilizamos para nossa comunicação poética. Resumindo: essa enrolação toda é para preparar o espírito de vocês, meus (poucos) leitores para um dos nossos "diálogos poéticos" que irei postar a seguir, feito à quatro mãos, numa reflexão... (tá, mentira, eu estava era zombando das ilusões bobas que ele mostra quando o assunto é o AMOR).


UFRN - sala 2D2 - 03/04/2008

Diálogo Poético III


Princesa de ***:
- Pobre Poeta!
Este mal chamado Amor
já te afeta! (rsrsrsrsrs)

D. Poeta:
- Amor, Amor, Amor...
Cervejas, Festas e Bebida...
Dor - Beijo - A vida!
Amor! Amor! Amor!


Princesa de ***:
- Amor, Amor, Amor...
Sofrimento, desespero e dor...
Deixa-se a razão,
Entrega-se à sorte.
BEIJOS, FESTA, VIDA?
Eis a tua morte!



D. Poeta:
- Sim! Morrer de Amor!
Morrer na bebida!
Não se morre se se morre
de Amor! O beijo escorre
Nos lábios em horror...
Morro! Morro! Morro de Vida!

Princesa de ***:
- "Morrer de Amor"
Em poesia é termo bonito,
Na vida real é diferente.
Não sigas assim,
Nesta filosofia que te mente
Neste Lirismo sem fim...
Quem te disse que no Amor
Nada pode ser ruim?




Não é nenhum primor poético, afinal não passo de uma aprendiz de aprendiz, mas já dá pra tirar uma onda né mesmo?...

Comentem aí o que acharam, sejam sinceros (mas só um pouco, não detonem!)

Beijos.

domingo, 24 de agosto de 2008

Por trás da tecnologia

O jovem do século XXI é sedentário. Não pratica esportes, não sai de casa, não gosta de estudar e dorme tarde. Só come besteiras e só quer saber de diversão. Mas, como se divertir sem ser ativo?
A resposta está nos milhões de jovens fanáticos pela tecnologia. Jogos, chats, músicas, tudo online.
Essa é uma grande vitória da técnologia mundial, e o fato de que a tecnologia veio pra ficar, cada vez mais está se firmando. A tecnologia conquistou públicos de todas as idades, mas disparadamente, os jovens são os que mais desfrutam exagerademente da tecnologia.
Mas isso também, pode apresentar, e até apresenta, diversos problemas, sendo eles psicológicos, físicos e sociais.
Jovens corroídos por computadores, passam até 12 horas diárias navegando. No mesmo barco, os problemas sociais e as preocupações da família, entrelaçados, tentando acabar com a vida desses jovens. E, que vida é essa, passada em sua grande parte, sentada em frente a uma tela, essa, que reflete milhões de rostos angustiados?
São os problemas que a internet traz para muitos jovens sem consciência, que deixam isso tudo tomar conta de si.
E quem não sabe desfrutar de tudo que nos foi dado corretamente, pode tornar sua vida, um inferno pessoal.

quinta-feira, 21 de agosto de 2008

DIFICULDADES E JUSTIFICATIVAS

Cá estou eu, na frente do pc...
Mil e um temas aparecem de repente, várias vezes ensaio um post, mas de repente trava tudo na minha cabecinha e aí paro tudo, apago e tento reiniciar...
Quem lê pensa que escrever essas bobagens é tarefa das mais fáceis, que nada!
Lêdo engano esse seu caro leitor!
É um escreve daqui, pensa de lá, ajeita uma frase, refaz um período, foge do tema, tenta voltar pra ele... enfim, uma verdadeira briga.
Nesses últimos dias estive um pouco sem tempo, e sem cabeça pra produzir textos legais e publicar aqui, pois sou assim, se for pra fazer, que seja bem feito!
Então estou aqui agora escrevendo isso justamente por que faz tempo que não posto nada e creio que isso pega mal para um blog recém-nascido não é mesmo?
Sinceramente tenho gasto toda a minha paciência com a faculdade, com os professores que nesse semestre parece que foram selecionados, eu, particularmente só tiro uns dois dos seis que temos...
Enfim, quando tenho muitas coisas pra fazer ao mesmo tempo fico doidinha e acabo não fazendo nenhuma direito! Putz, tanto texto teórico, seminários, peça de teatro, Igreja...Aff!
Mas prometo que não mais passarei muito tempo sem publicar nada aqui, sempre vou dar um jeito de escrever algo, mesmo que seja um post meio de justificativa como esse...

segunda-feira, 18 de agosto de 2008

O caminho para a fama


Se tem uma coisa que todo o ser humano possui em comum, em qualquer área que ele possa atuar, é poder ter um dia o tão sonhado reconhecimento, o qual é fruto de um longo e árduo trabalho.
Somente quem lutou por anos em busca de conhecimento, e principalmente reconhecimento, sabe o quão prazeroso é ver a própria estrela brilhando e ter muito sucesso naquilo que faz.
Estudos comprovam, que o que faz a pessoa ter prazer naquilo que faz, é o reconhecimento de seu trabalho, por parte de quem desfruta do mesmo.
Porém, a fama, muitas vezes, pode não ser tão boa quanto parece, se não bem administrada por quem a tem. A maioria dos que conseguem alcançar o brilho de sua estrela, começam a se sentir poderosas, donas do mundo. Isso é um grande erro cometido pela maioria dos famosos.
Quanto mais isso ocorre, mais a fama se afasta. Por isso, a personalidade é a melhor amiga das pessoas e essencial nos momentos de fraqueza.
O segredo do sucesso não está apenas em disseminar conhecimentos sobre vários assuntos, qualificar-se em vários assuntos, seja ele qual for. O segredo, também, é pensar positivo e acima de tudo ser humilde, retribuir a todos que ajudaram você a construir seu iluminado caminho.
A maldade, a ganância e a violência, são os piores inimigos da fama.
Portanto pensar positivo, ser autêntico, ser culto, esforçado e principalmente ser bom naquilo que faz, é melhor e caminho ideal para fama.

domingo, 17 de agosto de 2008

Agradecimento

Bom, primeiramente, quero agradecer, pelo texto referente às boas vindas, e dizer que será um prazer ser colaborador do blog.
Aproveitando para dizer que sempre que houver tempo livre, irei postar aqui. Na maioria das vezes serão textos de autoria própria, visando auxiliar na vida de todos, aumentando o conhecimento de quem lê, e ao mesmo tempo fazer um combate(positivo) de opiniões.
Será muito uma experiência muito legal para todos, tenho certeza.
Bom, agora, mãos à obra.

MATHEUS...

Meus caros (e poucos) leitores, estou escrevendo este texto assim às pressas por que uma mudança repentina se processará neste humilde recinto virtual... Tem coisas que acontecem em nossa vida muito rápido, como pessoas que aparecem assim do nada e em pouco tempo conquistam uma grande importância em nossa vida e em nosso coração... Assim aconteceu com o rapazinho de que vou falar, mas a historia de como nos conhecemos é tão complexa que exigiria uma postagem mais elaborada, que vou ficar devendo pra vocês.
Enfim, ontem ele se auto-convidou para escrever alguns textos no blog, eu, que não sou boba prontamente aceitei, claro que será um imenso prazer tê-lo como colaborador (alguém tem que escrever alguma coisa séria por aqui não é mesmo?)!
Em tempo, seja bem vindo Matheus, a casa é sua!

sábado, 16 de agosto de 2008

DOS SOFRIMENTOS DE UM ALUNO - PARTE I




Tive muitos professores e sei que ainda terei muitos, mas a dinâmica não muda; com alguns é simpatia à primeira vista, com outros é antipatia, de alguns eu gosto como pessoa mas não em sala de aula, raramente encontro algum que me encante nos dois sentidos. Nas minhas desventuras no curso de Letras conheci uma nova categoria de docente: o sujeito que é legal, simpático, divertido, brincalhão – em sala de aula – quando toca o sinal e ele sai, eis outra pessoa... cumprimentava-nos friamente, isso se fôssemos falar com ele... Vê-se pode né? Estranhão isso né mesmo? Ok, pode até ser que ele realmente não goste da minha turma, ninguém tem culpa se faltava “química”, mas creio que nem isso justificaria alguns foras e esnobadas que recebíamos. A título de exemplificação, relatarei um fato ocorrido no fim dO semestre passado :

Depois de muita correria e pressão psicológica sofridas na preparação dos trabalhos da pessoa em questão, fomos, EU e FERNANDA (pobres e inocentes vítimas!), até a sala da referida pessoa pegar um material para apresentações. No caminho, já fomos discutindo quem iria bater na porta, quem iria falar com ele, e outros detalhes... Ao chegar no corredor já avistamos a pessoa fora da sala, num animado papo com um carinha, que lhe falava de seu projeto e pedia orientações, então, como somos muito educadas, nos aproximamos apenas o suficiente para que notassem nossa presença, mas não atrapalhássemos. Fomos notadas, mas não nos deram importância, então decidimos, resignadamente, ficar por ali e esperar...
Daí se transcorreram mais de 15 minutos, o povo ia e voltava no corredor e nós duas lá, com a maior cara de paisagem, quando cansamos de ficar encostadas na parede, começamos a olhar as placas de formatura que estavam expostas na parede (Meu Deus, o que a gente não faz por uma notinha hein?). Quando já estávamos quase enraizando o moço deve ter se compadecido da nossa situação e decidiu que estava na hora de ir, ficamos aliviadas... Finalmente né, afinal tínhamos mais o que fazer !
Qual foi nossa surpresa quando vimos a criatura virar-se, adentrar a sala, pegar a porta num movimento que indicava que iria fechá-la, sendo que, como estávamos nos encaminhando para lá, seria literalmente na nossa cara! Só não foi assim por que Fernanda ( sempre exaltada) se adiantou e disse:
- Fulano, vai fechar a porta na nossa cara mesmo?
Foi aí que a criatura disse um inexpressivo “Não” e voltou a abrir a porta, nós entramos pra pegar o material, recebemos as devidas orientações (friamente, como sempre) e saímos...
Fomos comentando o acontecido, e, como sempre, passado o impacto da hora demos boas gargalhadas relembrando a cena e a nossa cara de tacho (que foi o melhor de tudo)!

Não satisfeitas com um fora, partimos, sem saber, para outro que com certeza entrará para a lista das maiores delicadezas já recebidas de professores...
[PRÓXIMO POST]

ps. Todos os fatos aqui narrados são verídicos.

pps. Setor II é o lugar em que estudo e por lá acontece de tudo, mas de tudo mesmo...

ppps. Fernanda e eu formamos a dupla dinâmica da turma
EU = BATMAN e ELA = ROBIN

pppps. Só para constar, minha turma é ótima, se a referida pessoa não simpatiza conosco, problema dela!



segunda-feira, 11 de agosto de 2008

UMA CRIATURA DA NOITE...


As férias são o melhor período do calendário escolar, eis uma unanimidade entre todos os que estudam. Eu, apesar de minha aparência de intelectual (reparem, apenas a aparência mesmo!) não fujo à regra, e nessas últimas férias (merecidíssimas, diga-se de passagem) pude dedicar-me à maior de todas as artes: o exercício total do ócio. Foram horas e horas a fio diante dessa caixinha de fazer doidos, fuçando, procurando, e é claro conversando com gente de todo tipo (aprendizes de serial-killer , Don Juans e até as pessoas mais sérias e centradas do mundo).
Sempre fui ruim de acordar cedo ( olha que são 12 anos nessa vida de estudante e até agora não me acostumei), por que sempre gostei de ficar acordada até muito tarde, para mim, a noite é a melhor parte do dia: clima ameno, tranqüilidade, céu, estrelas... (poético isso não?). Bem, só sei que nessas férias eu extrapolei mesmo, em dias em que estava muito empolgada nas discussões cheguei a ir dormir até depois das 04:00 da madruga (afff... crianças, não tentem fazer isso em casa).
Foi deste comportamento que surgiram as indagações dos meus contatos do MSN: -Ainda acordada menina, não vai dormir não? e minha respectiva resposta: - Não, sou uma criatura da noite... que foi o motivo que me levou a escrever esse post. Não meus caros amigos coagidos a ler isso, eu não sou o Batman, sei que a resposta se assemelha à uma descrição do herói em questão, mas decididamente EU não sou o BATMAN!

ps.: Dúvidas quanto à minha verdadeira identidade não serão tiradas, pois nem eu mesma sem quem sou...

pps.: Não tenho cinto 1001 utilidades mas quando é preciso sei me virar em 1000...

ppps.: Sempre gostei de utilizar “ps.s” mas resolvi aderir desse modo em homenagem (entenda-se – plágio) a um blogueiro que adoro, em breve falarei dele.


Boa Noite e Boa Semana pra todos.

sábado, 9 de agosto de 2008

SOMOS QUEM PODEMOS SER...


...EU uma pessoa comum, igual a todas as outras certo? ERRADO! O que faz com que todos sejamos ESPECIAIS é o fato de sermos ÚNICOS, ÚNICOS assim como a vida, este efêmero presente de DEUS... Certa vez um amigo, o Poeta do Rap me disse: "A Vida é um Conto de um Louco Sonhando que Existe, apenas como um vazio sem significados..." Na hora não compreendi o sentido exato de tudo isso, mas hoje, diante de um tornado de mudanças que me arrastam rumo ao misterioso mundo ADULTO, vejo o DESAFIO que a vida inevitavelmente nos impõe: é preciso crescer, ter RESPONSABILIDADES, o que torna quase impossível mantermos o que há de mais belo em nós mesmos: a ESSÊNCIA, o segredo de, assim como uma CRIANÇA abrir a janela a cada novo dia e maravilhar-se com a PERENE NOVIDADE DO MUNDO... Não são lembranças, perfis ou definições, são ESTILHAÇOS do meu EU EM CONSTRUÇÃO - permanentemente - ...