sexta-feira, 16 de outubro de 2009

"Escrevo POR ele e não para ELE,
será que é tão difícil assim entender?"


Olhou-a nos olhos e ela então compreendeu o sentido da frase que tantas vezes ouvira: "os olhos são a janela da alma". Não precisava de muito, espantava-a a constatação de que nenhum dos que amou (ou pensou ter amado) lhe tocasse tanto, a ponto de arrancar-lhe sorrisos fáceis e encantá-la com um jeito nada pretensioso, "conheça os outros e permita que te conheçam" eis a chave de tudo, eis o conselho (quase que promessa) que lhe dera e que buscava cumprir ali. Entre olhares, perfumes, sorrisos e lábios surge o silêncio, o mesmo que guarda seus desejos e com o qual ela se depara num abrupto despertar...

Um comentário:

AloysioLetra disse...

Bom blog moça...Gosto bastante...Está nos meus favoritos...

Aloysio Roberto Letra