sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

Cotidiano

Tinha tudo pra ser um dia normal. Tal dia, marcava o aniversário de uma amiga. A festividade ocorreria mais tarde.
O dia amanheceu ensolarado. Logo, ele levantara da cama, espreguiçando-se enquanto gotas de suor escorriam pelo seu peito, confirmando que o verão estava mais destemido do que nunca.
Então, levantou-se a caminho do lavabo, enxaguou o rosto inchado, e foi aprontar seu café.
Alimentou-se assistindo seus programas matinais, sem saber que o dia que tinha pela frente poderia ser (e seria) muito marcante.
Seu pensamento girava somente em torno de um reles jogo de futebol aos fins de semana, que sempre era esperado ansiosamente.
Quando a grande hora finalmente chega, ele assiste ao seu jogo, roendo até a carne que cobre os ossos de seus dedos. O nervosismo com o tempo se transforma em um ápice de alegria, pois seu time finalmente conquistara uma bela vitória!
Em seguida vai se banhar, sem ainda ter em mente o que lhe esperava por vir. Pronto para a comemoração do aniversário, ele chega ao local e inesperadamente defronta-se com um grupo de estranhos, aguardando para entrar em uma festa nada familiar.
Timidamente, espera a aniversariante chegar. Finalmente a aniversariante chega. Ela vem acompanhada. E então ele enxerga a moça mais bela que seus olhos já avistaram.
Teria sido o destino que marcou aquele dia de verão e cruzou dois caminhos solitários? A noite vinha chegando tímida e o ainda não formado “par”, se descobrindo aos poucos.
Eis que surge um doce beijo. Trocam os telefones e partem, sem saber seus destinos...

Por: Matheus
Creditos: Aline


ps. Abrindo um parêntese primeiramente para dizer que agradeço, mas os créditos são todos do próprio autor!